Firebird X – nova guitarra da Gibson

29 09 2011

 

As guitarras da Gibson são algumas das melhores já feitas. Ponto final. O último lançamento conta com as tecnologias de som digital mais avançadas da marca, para você tentar soar como Hendrix — ou como qualquer outro guitarrista que você queira ser.

A Firebird X pega um design clássico de uma guitarra da Gibson e vem recheada com uma série de opções de efeitos, permitindo que você modifique o som em todos os sentidos, passando pelo estilo de Eddie Van Halen até o crunch de nu-metal — tudo isso sem usar um único pedal. Os efeito são controlados por dois seletores no corpo da guitarra e por faders no topo dela. Basicamente, você usa os seletores para escolher um efeito — como distorção ou eco — e usa os faders para afinar o efeito em, digamos, “distorção no estilo anos 80 com um pouco mais de pegada”. Um seletor passar por distorção, compressão e equalização, enquanto o outro traz reverb, eco, e modulação de áudio em loop. A guitarra também mantém o legado de algumas tecnologias, como o sistema automático de afinação. Ah, e não podemos esquecer dos três incríveis mini-humbuckers — feitos com tecnologia analógica, uma das primeiras a fazer a fama da Gibson.

O milagre é que a Gisbon conseguiu embutir todas aquelas funcionalidades complexas de um sistema de guitarra em algo que parece ser muito mais fácil de tocar. Incrível, mas desde que o efeito do som seja tão bom quanto seu visual. A Gibson diz que a conversão de digital para analógica da Firebird X é a melhor da indústria, e eles fizeram um grande esforço em deixar o som da guitarra impecável. A varidade de sons, no entanto, não será para todos, principalmente pela limitação e preço sugerido: US$5.570. [Gibson USA]

Anúncios




O mundo sem internet

22 09 2011

 

 

 





Dicas para boa convivência nas redes sociais

16 09 2011

 

 

Todos nós iniciamos nosso aprendizado de boas maneiras no núcleo familiar e depois foi se extendendo para nossas relações sociais em que estamos inseridos. Observa-se que cada contexto que vivenciamos demanda o cumprimento de algumas regras para que se promova a harmonia e bem-estar nas nossas interações. Dessa forma, no mundo digital não pode ser diferente. Precisa-se observar nosso comportamento pessoal e profissional na web.

A boa conduta promoverá no mínimo três aspectos:

  • reciprocidade,
  • respeito, e
  • confiabilidade.

Em geral, deve-se evitar os seguintes comportamentos:

  • revelações – divulgar informações sigilosas ou questões internas da empresa ou da vida pessoal de terceiros.
  • difamações – divulgar assuntos que venham prejudicar a imagem de uma empresa ou de terceiros. Esse tipo de episódio pode provocar processo judicial e danos irrecuperáveis.
  • Discriminações – evitar compartilhar temas que venham denegrir pessoas ou grupos de pessoas que representam um determinado estilo de vida ou crença.

Diante disso, segue algumas dicas para uma boa convivência nas redes sociais.

No twiiter:

  • Não escrever com letras maiúsculas.
  • Promover mais os outros do que si.
  • Checar as informações antes de replicar.
  • Compartilhar conteúdos interessantes e que possa criar uma conversação.
  • Se tiver algum problema com alguém ou com alguma empresa, tente resolver as questão de forma privativa, ao invés de atacar publicamente.

Facebook

  • Escolher fotos que representem você bem
  • Só marque as pessoas presentes nas fotos publicadas, que você tenha intimidade e de contexto puramente social.
  • Evite publicar correntes ou frases padronizadas, parecendo dizeres de para-choque de caminhão.
  • Compartilhe o que você estaria compartilhando no meio social, idéias, notícias, situações,etc.
  • Ter coerencia ao “curtir” comentários, fotos ou episódios. Evite curtir situações desagradáveis, se você quer demonstrar unida a situação, faça um comentário para marcar presença.
  • Requisitar amizade só uma vez para cada pessoa.

Blogs e Foruns

  • Fazer parte da comunidade para interagir nos foruns.
  • Evite fazer comentários para auto-promoção.
  • Não ter música ou videos que inicie automaticamente nas suas publicações.
  • Não colocar pop-ups.
  • Ser transparente.
  • Deixar comentários que promova reflexões.
  • Respeitar os comentários divergentes do seu.

Linkedln

  • Conectar somente pessoas que você conhece.
  • Use email para conectar e comunicar-se com as pessoas.
  • Evite fazer auto-promoção.
  • Não solicite recomendações, deixe as pessoas livres para lhe recomendar.
  • Seja coerente quanto sua interação pois todas as pessoas possuem sua vida pessoal e profissional

E quando você for participar de um espaço desconhecido, você deverá:

  • Passar um pouco de tempo observando: os comentarios realizados, como as pessoas interagem, entender como funciona a participação e interações.
  • Pesquisar as melhores praticas dessa plataforma.
  • Inicie de forma discreta e vá aumentando sua participação de forma ativa.

Não tenha medo do desconhecido, participe e descubra novas formas de interegir e cresça como pessoa. Sempre temos o que aprender e a construir espaços de aprendizado.

Fonte: (Brogan, Weinberg, Maltoni)





Cuide bem do seu colaborador

7 09 2011

Um colaborador insatisfeito pode prejudicar a equipe e, por consequência, os resultados de uma empresa. Em um post recente no blog The Happiness Project, a escritora americana Gretchen Rubin, especialista em levantar o moral dos que andam de mal com a vida corporativa, listou sete iniciativas que podem ajudar empresários do mundo todo a arrancar sorrisos e, principalmente, melhorar o desempenho de seus funcionários. E, acredite, nenhuma delas está relacionada a aumento de salário. Confira:

1- Autonomia no escritório

Quando possível, é importante dar ao colaborador a oportunidade de estar no comando. Estimular metas pessoais, sem gerar competição entre colegas, por exemplo, pode potencializar o crescimento da equipe. Permitir que os funcionários personalizem seus ambientes de trabalho com objetos e cores de sua preferência também pode ajudar.

2- Flexibilidade de horários

Os empregadores devem considerar a possibilidade de uma escala de trabalho, na qual os horários sejam flexíveis o suficiente para que os colaboradores não gastem tempo demais se deslocando do trabalho para casa e vice-versa, evitando horários de pico no trânsito e transporte público. Muitos apreciam chefes que consideram o equilíbrio entre vida profissional e familiar.

3- Menos reunião e mais trabalho

Muitos empregadores gastam tempo demais com reuniões pouco eficazes, que tomam o tempo de trabalho do colaborador e não melhoram seu desempenho. A dica é marcar reuniões quando realmente for necessário.

4- Relacionamento

O empregador deve incentivar as relações sociais. Uma maneira eficiente é organizar o local de trabalho de forma que as pessoas possam interagir. Comemorar aniversários e fornecer uma área confortável para alimentação, além de promover atividades e encontros fora do horário de expediente também ajudam.

5- Saúde

Rubin afirma que as empresas gastam muito com tratamentos para doenças relacionadas ao estresse, tais como hipertensão, problemas gastrintestinais e abuso de substâncias. Para amenizar o problema, é interessante promover competições para perda de peso, além de fornecer refeições balanceadas e dar descontos em academia.

6- Crescimento

Os empregadores podem criar uma atmosfera de crescimento por meio da formação ou delegando tarefas que representem novos desafios. Funcionários entediados perdem a motivação e a oportunidade de expandir as suas competências e responsabilidades.

7- Quebre a rotina

Organize pequenos eventos na empresa. Pode ser um café da manhã, por exemplo. Distribuir vale-presentes, sortear brindes ou promover competições pode demonstrar o apreço do chefe por seus colaboradores.